Categorias: Receitas, Terapia Natural

Lavanda para começar o ano: terapia naturalista e torta raw com flores de lavanda

Nada mais auspicioso (adoro essa palavra!) que começar o ano com lavandas! E o primeiro post do ano precisava ter elas no cardápio. Encerrei o ano de 2018 com lavandas e com elas eu inicio 2019, com o desejo de muita harmonia, luz e paz para todos!

As lavandas são ansiolíticos por natureza, sem falar na cor violeta, que para quem estuda cromoterapia sabe que é cor relacionada inteiramente à transmutação, à chama violeta e Saint Germain.

Recentemente, assisti uma palestra maravilhosa da doutora em ciências farmacêuticas pela UFRGS, Adriana Nunes Wolffenbuttel, no Congresso CIAROMA – III Congresso Internacional de Aromatologia (2018), falando sobre pesquisas acadêmicas no campo da aromatologia.

Na palestra, ela menciona o caso das pesquisas que desenvolveram o fitomedicamento SILEXAN, que lançou no mercado o remédio com óleo essencial de lavanda para transtorno de ansiedade generalizada e depressão.

No campo acadêmico, as pesquisas já não questionam mais sobre o poder ou não da lavanda como ansiolítico, mas analisam o potencial da flor ao ser ingerida pelo organismo humano (biodisponibilidade e reações), como é o caso do artigo científico “Lavender oil: potent anxiolytic properties via modulating voltage dependent calcium channels” dos pesquisadores alemães Anita M. Schuwald, Michael Noldner, Thomas Wilmes, Norbert Khugbauer e outros, do Department of Pharmacology of Germany.

Campo de lavandas. Crédito da foto: Carolina Bouard.

Do artigo, em linhas gerais e bastante resumidas, vemos que a lavanda produz uma regulação/reequilíbrio do influxo de cálcio na extremidade dos neurônios, garantindo menos neurotransmissores excitatórios do cérebro, o que gera uma capacidade de “descanso” das células nervosas.

Existem pesquisas austríacas com o fitomedicamento Silexan que mencionam a liberação de serotonina após ingestão do comprimido, sendo inclusive maior que o Lorazepan (medicamento alopático), que possui um número efetivo de efeitos colaterais. Alguns estudos que mencionam a comparação: “Metabolic drug interaction profile of Silexan in vivo”, “Influence of Silexan on pharmacokinects and hormonal activity in females taking oral contraceptives”, “Driving fitness under Silexan compared to placebo and Lorazepam”.

*** Sempre é importante lembrar que mesmo componentes naturais ou naturalizados, precisam ser indicados por médicos, terapeutas naturalistas ou profissionais capacitados, pois mesmo óleos essenciais naturais possuem complicações e toxidades. Não interrompa qualquer medicamento ou tratamento, sem conhecimento dos profissionais acima mencionados.

As pesquisas são importantes no sentido de expor ao crivo da ciência a aromatologia como tratamento de saúde, principalmente se considerarmos o impacto negativo que grandes indústrias farmacêuticas exercem sobre o sistema de saúde, produzindo drogas químicas pesadas que com tantos efeitos contrários, deverão ser sufocadas com mais drogas químicas pesadas, no caminho que é extremamente lucrativo para uns, graças à saúde de muitos.

Podemos inserir lavandas in natura ou mesmo secas em nossa alimentação, o que aumenta imensamente a capacidade de absorção de benefícios como antioxidantes. Outras propriedades da lavanda: antifúngica, analgésica, anti-inflamatória, bactericida, sedativa e cicatrizante.

Como pessoa que ama cozinhar e que muitas vezes tem, digamos, acidentes com fogo, de queimaduras, indico muito o óleo essencial de lavanda! Basta pingar duas ou três gotinhas do óleo essencial na queimadura (pequenas áreas) e espalhar. Eu indico bastante a marca LASZLO, tanto pela seriedade nos estudos e pesquisas que a equipe e Fabian Laszlo realiza no Brasil, como pela qualidade do produto, que é passado por exames de cromatografia, feitos na incrível Universidade Federal de Viçosa (que diga-se de passagem, é a grande defensora dos direitos populares no uso da Homeopatia no Brasil. Se hoje a homeopatia não é direito exclusivo médico, é graças aos esforços de Viçosa, mas isso é papo para outro momento).

Crédito da foto: Carol Bouard.

Para finalizar, e para reforçar o uso alimentar da lavanda, vou indicar uma receita deliciosa com a flor, logo abaixo:

TORTA RAW DE LAVANDA

Ingredientes da massa:

  • 1 xícara de amêndoas de molho por aproximadamente 6 horas
  • 2 colheres de sopa de óleo de coco ou melado
  • cerca de 3 ou 4 tâmaras sem caroço

Ingredientes do creme:

  • 2 xícaras de farinha de castanha de caju
  • 3/4 xícara de leite vegetal
  • suco de 1 limão
  • 2 colheres de sopa de flores secas de lavanda (ou 4 de flores in natura)
  • 1/2 xícara de óleo de coco

Preparo da massa: adicione todos os ingredientes no processador. Bata a massa e coloque em uma forma de aro removível, leve ao congelador por cerca de 1 hora.

Preparo do creme: bata todos os ingredientes no liquidificador. Bata o creme e disponha por cima da massa. Leve à geladeira por cerca de 5 horas. Retire e sirva ainda frio.

Coloque flores de lavanda por cima também para enfeitar e adicionar sabor ao prato.

Em tempo: você pode utilizar óleo essencial de lavanda no creme, se preferir.

Por fim, no dia 16 de fevereiro, darei dois cursos incríveis, no Rio de Janeiro:

ERVANÁRIO CELTA E FLORES MEDICINAIS DE CURA – MÓDULO I (Clique aqui para saber mais).

INCENSÁRIO NATURAL, SAIS MEDICADOS E TERAPIAS CONFORME TRADIÇÃO CELTA – MÓDULO II (Clique aqui para saber mais).

Tenho apenas UMA vaga aberta, antes de encerarmos as inscrições. Portanto, se você não se inscreveu ainda, me manda um email (contato@cozinhadojardim.com), pois essa ÚLTIMA vaga ainda pode ser sua!

Além disso, vou sortear uma bolsa de estudos entre meus seguidores mais engajados aqui e no instagram (@cozinhadojardim.oficial). Então, comente, curte e compartilhe esse post, para que aumentem suas chances de ganhar!

Isenção de responsabilidade: Conteúdo para fins informativos e educativos. Não recomendamos, sob qualquer hipótese, o abandono de remédios ou quaisquer substituições por conta própria. Não utilize flores e ervas, sem o acompanhamento de profissionais da saúde, indicados a acompanhar o seu caso.